Amor Amor

O amor é uma coisa terrivelmente complicada. Mas torna-se uma experiência incrivelmente interessante, quando ninguém a pode viver da mesma forma. Mesmo duas pessoas que partilham uma relação, podem viver sentimentos tão distantes e mesmo assim alcançarem um certo equilíbrio. O amor é estranho. Depois todos temos ‘aquela’ relação na nossa vida, que serve de molde e de comparação para todas as que se vão seguir. E o que geralmente acaba por acontecer é uma busca incessante por uma repetição, que obviamente não pode acontecer. Ou numa fase de maior desespero, tentar mudar a pessoa para que se pareça com esse amor perdido. O amor é complicado, não é algo que se possa negar, nem propriamente uma novidade. Mas a verdade é que cliché ou não, é ele que realmente comanda a vida e indiretamente nos comanda a nós. As pessoas estão a querer um tipo de amor hoje em dia, que funcione um pouco como as suas vidas, rápido e eficaz, sem grandes complicações. Outras deixaram simplesmente de acreditar nele e criaram barreiras que as impedem de se poderem entregar, de se apaixonarem. Mas tudo isto cria frustração. Acharmos que podemos viver sem amor, é o verdadeiro problema aqui. Temos de correr riscos, temos de nos deixar levar pela corrente, sem medos, sem hesitações. 

One thought on “Amor Amor

  1. Margot diz:


    "….sem hesitações."

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: