Dia de quê?

E chegou um dos dias mais pirosos do ano. De repente estão corações por todo o lado, as montras carregadas de ursos de peluches com frases absolutamente vulgares e sem a mínima profundida. E as montras dessas lojas estão cheias de pessoas que mais uma vez se deixam mergulhar nesta piscina de consumismo a que nos fomos habituando. Se espremermos devidamente esta singela data, é a materialidade da coisa o que sobra no copo. E depois ainda temos os solteiros que se sentem na obrigação de gozar com os que tem a sorte ou não de ter uma companhia para a data. Para mim é apenas mais um dia, nem melhor nem pior do que os outros. Não me sinto mais ou menos entusiasmada em celebra-lo de alguma maneira diferente ou especial. As coisas têm toda uma outra piada quando acontecem sem hora marcada e nos apanham completamente de surpresa. Acordar num dia sem significado especifica nenhum e ter um ramo de flores na mesa-de-cabeceira ou o pequeno-almoço na cama, isso sim pode alterar a nossa disposição e dar um verdadeiro sentido a um dia que se acreditava vir a ser banal. Se formos nós a criar as nossas próprias datas, saberemos também a melhor forma e momento de as desfrutarmos devidamente. Feliz dia para vocês, seja ele romântico ou não, que seja á vossa maneira.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: