O preço da liberdade

É bom quando um filme consegue quebrar a nossa habitual preguiça mental e nos obriga a mergulhar em reflexões profundas, que ao mesmo tempo que nos podem tirar o sono, nos trazem elações inesperadas. Foi na ressaca de um filme, que me vi emaranha em pensamentos sobre os negros tempos da escravatura. Eu própria vivenciei nesse exercício, um tipo de prisão, um tipo de clausura e um sentimento de absurda nulidade. Mas quando realmente me esforcei por ver esses tempos de alguma maneira não consegui chegar lá. Quando estava perto, demasiado perto, precisei de fechar os olhos e imaginar que tudo não passou de um sonho mau. É demasiado duro idealizar um mundo em que a normalidade exigia a submissão indigna das pessoas. Um mundo em que se acreditava numa superioridade racial que deveria prevalecer e ser alimentada com o sangue dos ditos inferiores. E tudo acabar com o sabor amargo dessa tão desejada liberdade, dessa tão desejada igualdade que só foi conseguida depois de milhares de vidas se terem perdido. Que necessidade mesquinha e nojenta podia ser essa de subjugar os outros e transforma-los em animais? Como é que se pôde crer que era possível desumanizar alguém a ponto de o transformar num mero objeto ao dispor de outrem? Por mais dolorosa que seja a viagem por esses tempos, por mais que custe ver que tudo isto realmente aconteceu, é na consequência desse ato que podemos deslindar o verdadeiro sabor da nossa liberdade. A liberdade que vamos dando por garantida e que na maioria das vezes não sabemos usar.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: