Ser grande

Às vezes temos medo de ser grandes. De sermos realmente muito bons, e sim, os melhores. Planeamos pequenos passos, calculamos todo e qualquer risco, e olhamos sempre para os dois lados, várias vezes. Vamos quando é de dia, guiamo-nos pela luz e fugimos dos recantos escuros e apertados, dos becos sem saída. Caminhamos de cabeça baixa, evitando olhares e antecipando sombras. Estabelecemos metas facilmente atingíveis e celebramos de forma contida, sem excentricidades, sem alaridos. Há menos peso e mais medida. Não damos nas vistas, evitamos ser tema de conversa e falamos sempre baixinho, entre dentes. E é nestas vidas ‘normalzinhas’ que vamos seguindo caminho. Vamos querer ser mais, melhor, diferente. Sonhar alto, sonhar em grande, sem limites, sem barreiras. Viver momentos, viver pessoas, viver mundo. Saudar a Natureza, conhece-la, contempla-la. Amar, cuidar e criar sem medos, ousando deixar uma marca intransmissível, singular. Ser mais, estar menos.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: