Só histórias

A minha vida são histórias. São o meu alimento diário, são quem me conduz e me inquieta, quem às vezes me atormenta e aprisiona. Mas os meus ouvidos são vorazes na forma como as captam, como as anseiam e como as sabem guardar. Passo noites em claro em que escrevo incessantemente, às escuras e de olhos fechados, deixando que tantas e tantas pessoas me invadam a alma e que por lá pernoitem. As histórias não dormem comigo, porque passamos a noite acordadas. Escuto, invento, crio, sonho e elas estão lá, sempre em formatos diferentes, longas e breves, felizes ou sofridas. Se não é de histórias que é feita esta vida, não sei o que será. Elas mandam e desmandam nos seus próprios guiões e marcam o rasto desta estranha passagem. São vidas que não são minhas mas que eu vou vivendo, pessoas que nunca conheci, mas que em mim vão estando. Destinos que eu toco, sem que nunca os veja e dores que eu sinto sem as saber ter. Linhas tortas, carregadas de palavras que nunca disse, mas que escrevo porque não as sei guardar. 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: