Para sempre

Eu acredito no amor para sempre. Ter este tipo de crença é atualmente um crime digno de atestado de insanidade crónica. Pensariam Eles, coitada desta pobre e ingénua alma que ficou presa nos contos de fadas e que se deixou envenenar por essas falácias com final feliz. Permito que me rotulem assim, se por essa mesma razão lhes facilitar a vida e assim os impedir de se sentirem tentados a ponderar melhor sobre questão. Acreditar no amor não me obriga a ser romântica, não me obriga a idealizar um mundo cor-de-rosa nem a ansiar pelo príncipe encantado montado no cavalo branco. Mas nestas coisas do amor eu sou antiga, ao que me parece. Continuo a questionar-me sobre algo que a mim me parece tão simples e aos outros lhes parece tão complexo, se não acreditarmos que é para sempre, qual é o propósito? Amor com prazo de validade não é amor, chamem-lhe o que quiserem. 

2 thoughts on “Para sempre

  1. Catarina diz:

    Amei este texto! E concordo com ele a 100%, porque se não acreditarmos que é para sempre, mais vale percebermos que ficamos melhor sozinhos 🙂 *

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: