Até os livros emigram

A crise é dolorosa a todos os níveis. Entrou na nossa vida e nada voltou a ser igual. De repente o dinheiro come connosco à mesa. Está presente em todas as conversas, entra pelos jornais, pela televisão e pela realidade que todos os dias se vai alterando à nossa volta. Não sou diferente das outras pessoas, aprendi a viver com a presença dessa maldita crise e a tentar geri-la como todos fazem. Mas hoje, algo que para muitos pode ser um mero detalhe, um ponto no meio da imensidão dos nossos dias, mexeu comigo. Enquanto caminhava pelo meu antigo e adorado bairro, decidi ir visitar a livraria onde tantas vezes me encontrei. O lugar estava lá, mas a livraria não. Um espaço vazio, escuro, coberto de pó, substitui agora aquele cantinho que também era meu. Olhei e vi um espaço vazio, nu e abandonado. Resumo da história, merda para esta crise que nos come o dinheiro e até os livros faz emigrar.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: