Anda tudo aos papéis

A vida é definitivamente um palco onde nos lançamos e atropelamos para conseguir agarrar os papéis principais. Mesmo os figurantes que se encaixaram, na sua maioria, por vontade própria nesses assentos, mesmo esses, ousam em sonhos embriagados poder estar um dia sob o calor das luzes da ribalta. Quando vivemos a consciência desse fascínio e nos aproveitamos dela para fonte de entusiasmo e motivação, para que nos impulsione a sermos melhores e mais exigentes naquilo que fomos talhados para fazer, aí é absolutamente legitimo que planeamos esse alcance, esse momento de finita glória. Mas na dura e comezinha vida do dia-a-dia são poucos os que seguem este caminho pelos motivos certos e pelas vontades mais genuínas. No dia-a-dia os atropelos não são dados pela correria mas pela insana ambição de se chegar primeiro, mesmo que não se saiba exatamente onde ou o que fazer aquando da chegada. O encenador desta gigante e confusa peça tirou férias por tempo indeterminado e na maioria dos dias andamos todos com os papéis trocados, incapazes de encarar essa verdade e de planear novos guiões.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: