Modo: Natal

Chegou o único momento do ano em que faz realmente sentido gostar do Inverno. As ruas vestidas a rigor, a magia das luzes e das decorações e as pessoas que finalmente decidem vir para preencher o cenário. Está muito frio, as mãos estão sempre geladas e nós andamos cobertos de camadas e mais camadas de roupa para tentar fintar a temperatura, mas o coração anda mais do que aconchegado. Andamos mais emotivos, mais calorosos e menos rabugentos. O nosso espirito de entre ajuda aumenta exponencialmente e olhamos mais para o lado e menos para o nosso reflexo. Eu gosto dos presentes e quem não gosta ou diz que não liga está a mentir descaradamente. Mas não os reconheço pelo número de zeros mas pela intenção e vontade de quem mos dá. Gosto dos embrulhos, dos lacinhos, das etiquetas e dos cartõezinhos. Eu amo todo o espirito natalício e a esta altura estou mais do que dentro dele. Já ando feliz e contente com o Frank Sinatra a cantar-me ao ouvido o “Let it snow” logo pela manhã. Para mim o melhor do Natal é o poder que tem de nos humanizar e de nos recordar do que realmente importa e de quem realmente importa. Quão bom seria se fossemos mais natalícios o ano todo mas não se pode ter tudo.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: