Closet do coração

Novo ano: canetas correm desenfreadas por entre as páginas das novas agendas, enquanto se desenham listas de promessas infindáveis, carregadas de esperança e com força de promessas. Eu era uma dessas pessoas que me deixava deslumbrar nessa ilusão pueril de que uma lista de pontinhos me vai dar o foco necessário ou que o facto de o ano novo começar é meio caminho andando para encontrar a força da mudança. Findas as contas percebi que essas listas acabam na gaveta e que o método que todos usam, comigo não funciona. Deixei para trás essas loucas resoluções de ano novo e criei outras tradições. Descobri que mais importante do que o que eu quero para o futuro é descobrir o que deve ficar no passado. Descobri que é indispensável tornar a bagagem mais leve ou no mínimo fazer uma melhor distribuição do peso. E nestas andanças continuo a mesma miúda ingénua de sempre. Continuo a levar chapadas e a permitir que me desiludam mesmo quando já deveria saber o que a casa gasta. Ninguém esvazia certas gavetas do coração de ânimo leve e uma sentimentalona como eu, sabe muito bem o quanto dói. O meu único truque é não perder demasiado tempo a chorar sob o leite derramado e a ficar contente com o que me surpreendeu pela positiva, com o que se fortaleceu e com o que agora ganhou mais espaço na minha bagagem. Aconselho vivamente este género de limpeza de começo de ano, porque a realidade é que os closets do coração também precisam!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: