Hoje fiz um amigo

A amizade é um conceito perdido na podridão pueril das relações sociais de hoje. Hoje o mundo acredita que a amizade começa com um pedido, como se através de um clique pudéssemos confiar-nos a outra pessoas e assunto arrumado. Parece quase como uma solução mágica que contêm em si o poder de artificialmente criar algo instantâneo. O fruto é tão instantâneo quanto superficial. É uma linha ténue, onde grande parte das vezes, a única coisa que nos liga ao outro, são imagens sem contexto a que permitimos um acesso. Eu compactuo com a existência mas nego-me a crer numa possível concretização. Eu tenho o prazer e em grande parte a honra, de puder saber o que é efetivamente ter um amigo. A certeza e a consciência que tenho permitem-me ver o ridículo destas tais ‘amizades’ que por aí andam e se apregoam como bandeiras. O que tenho para mim, é algo totalmente contrário ao que vejo. A amizade para mim é uma coisa tão especial, que só pode acontecer naturalmente. É uma partilha continuada, um caminho que nunca se faz sozinho e o conforto de sabermos onde pertencemos e essencialmente a quem. Poder reconhecer os que são nossos e saber que é algo absolutamente real, palpável e ridiculamente simples. Viver um silêncio sem precisar de o preencher, trocar um olhar e dispensar perguntas. Já dizia alguém que ‘coisa mais preciosa no mundo não há’.

Anúncios

One thought on “Hoje fiz um amigo

  1. Maggie diz:

    Adoro te Amiga!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: