Ninguém disse que era fácil

Ninguém disse que era fácil manejar a arte de sermos seres pensantes. Essa coisa estranha da consciência é um assunto complicado. Mas a realidade é que embora essa característica nos seja comum, não está de maneira nenhuma, doseada em quantidades iguais. Como eu gostava de fazer parte do clã que domina a prática da ‘descontra’, da tranquilidade e do tal estado Zen. Imagino o quão relaxante deve ser não pensar na expectativa do amanhã, chegar á cama, fechar os olhos e adormecer. Eu jogo noutro campeonato, completamente diferente. Desconheço o conceito de ‘relativizar’ e sou mestre em atingir todo e qualquer nível de reflexão. Pegar numa qualquer questão, que de tão pequena se torna quase microscópica e leva-la por caminhos nunca antes descobertos, essa é a minha praia. A parte engraçada, e talvez a única sendo absolutamente sincera, é que algures nesses meandros obscuros do pensamento, acontecem vagas de inspiração. Mas a parte chata é a que de longe pesa mais na balança e sofrer deste mal causa um desgaste que não se recomenda. Dizem que o reconhecimento ou a aceitação são o primeiro passo da cura, portanto devo estar no bom caminho.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: