Abram os olhos

Um país que menospreza e empurra a cultura para debaixo do tapete é um país que pretende alimentar ignorância como forma de calar o povo e de se manter no trono. Porque esses ditos governantes conhecem o poder incomensurável da cultura e a força que ela pode criar nas pessoas. Eu recuso-me a ser subjugada por quem me tente fechar os olhos e a não ver Mundo. É através da cultura que melhor se navega física e psicologicamente e eu gosto de me perder nela. Gosto de mergulhar nela, sentir os pés tocar bem lá no fundo e voltar ao cimo com outra respiração. Há duas noites atrás fui ver um concerto, e como o que é realmente bom merece ser celebrado, vou confessar-lhe o nome, Noiserv. Numa hora que passou a correr e que soube a pouco, houve magia. É transcendente ver alguém que transpira e respira música. Alguém que arrisca em ser diferente, um explorador do som e que o procura e encontra em todos os lugares e de todas as formas. Quando saí daquele teatro, não saí a mesma pessoa que entrou e é isso que a cultura e a arte provocam nas pessoas. Saí inspirada, cheia de vontade de escrever, cheia de vontade de agarrar esta passagem por este mundo e de viver mais. Não podemos deixar que nos queiram pequeninos, quietos e calados. Temos de nos chegar à frente e de fazer mais por nós, porque não vale a pena esperar pelo vulto do D. Sebastião. Leiam, viajam, vão ao cinema, conversem, passeiem, riam, vão a concertos e acima de tudo abram os olhos para o Mundo, não se fechem ao que é novo e abracem o desconhecido.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: