Irmãs de coração

Hoje faz anos a minha irmã. É estranhamente delicioso poder chamar alguém de nosso irmão. Não partilhamos o mesmo sangue mas estamos unidas pelo coração. Sinto-a muito como minha e vê-la crescer foi uma experiência que não tem igual. Lembro-me de a pegar ao colo e de repente ela faz onze anos. Também me lembro de ser uma pequena terrorista e de gritar a plenos pulmões só porque se lembrava mas quando me lembro daquele sorriso, esqueço tudo isso. Hoje perguntou quando eu me ia embora e quando percebeu que falta pouco abriu-me muito os olhos e fez uma cara triste o meu coração ficou do tamanho de uma ervilha. E eu detesto ervilhas. Sei que quando voltar ela vai estar diferente, tal como eu mas de alguma maneira cósmica ou mística vou leva-la comigo. Aos quinze anos eu ainda estava naquela tal fase, meio parva que todos passamos e ela, literalmente caiu-me no colo. Ela adoçou-me e quebrou todas as barreiras até chegar a mim. Para ela eu serei sempre a Paca e para mim ela será sempre a Ritinha, mesmo quando tiver vergonha que eu a chame assim. Quando eu achava que a vida me tinha pregado uma rasteira e que tudo era uma valente mentira, ela apareceu e lembrou-me que também há surpresas boas no meio do caos. Parabéns a ti e agora vê lá se tens boas notas, para me poderes ir visitar.

One thought on “Irmãs de coração

  1. Margot diz:

    Parabéns à Kika!! E parabéns a ti, por teres esse coração lindo. Beijocas

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: