Lacre

Selo as palavras dentro do envelope.

Como se lá pudesse depositar parte do coração.

Como se fosse cirurgicamente possível

entregar-te o que sinto,

por entre artérias, aurículas e vasos sanguíneos.

Transformar este batimento de corredor,

em possíveis linhas de desabafo.

Desobstruir de leve esse aperto,

esse espaço vazio em que ecoa a tua voz.

Transformar saudades em advérbios e

desejos em fúrias de adjetivos.

Criar relógios imaginários

que se movem com a força do querer.

E da lonjura fazer iminência.

Ousando de métodos temerários

para que o norte nunca se dissipe

e o plano nunca se altere.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: